O HOMEM QUE SE INTITULAVA JOÃO DE DEUS ESTÁ PRESO
17/12/2018 09:04 em NOTÍCIA

Delegado diz que João de Deus utilizava a fé para cometer abusos sexuais 

Após mais de quatro horas de depoimento, médium não admitiu crime em nenhum dos casos investigados inicialmente; líder espiritual pode ser enquadrado pelo crime de 'violência sexual mediante fraude.

O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, disse neste domingo, 16, que o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, utilizava a fé para cometer abusos sexuais contra suas vítimas. Por isso, uma das possibilidades é que o líder religioso seja enquadrado, entre outras tipificações, no crime de “violência sexual mediante fraude”.

 

Acusado de ter cometido uma série de abusos sexuais, o médium se entregou ontem à Justiça em uma estrada de terra perto de Abadiânia, interior de Goiás, cidade onde fazia atendimentos espirituais. Após mais de quatro horas de depoimento, João de Deus não admitiu crime em nenhum dos casos investigados inicialmente

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE