Auxiliar penitenciário sacou 11 mil da professora assassinada na Ufma e foi tomar cerveja
23/05/2019 13:45 em POLÍCIA
O auxiliar penitenciário Márcio Jorge Lago Marques, que confessou o crime de morte contra a professora Rosiane Costa, em depoimento, contou que na mesma noite do assassinato levou o dinheiro da vítima e foi tomar cerveja. Revelou também que ficou com o cartão de crédito da professora e sacou nos dias seguintes R$ 11 mil e aproveitou para fazer compras à sua família. 
 
 
O assassino disse que tinha um romance extra-conjugal com a professora e que devia a ela a quantia de R$ 2,5 mil. Ele alega que Rosiane vinha lhe cobrando nos últimos dias. Ela foi morta dentro da casa dele, que aproveitou a ausência da esposa, e deu um golpe mata leão para enforcá-la.
Em seguida, colocou a vítima dentro do carro e jogou o corpo na área do campus da Ufma. Ele levou R$ 700 e o cartão de banco da professora para no dia seguinte fazer retiradas que totalizaram R$ 11 mil. Aproveitou para fazer uma compra alta em supermercado para sua família.
 
Para chegar ao auxiliar penitenciário, a polícia contou com a ajuda das imagens das câmeras de vídeo de monitoramento. Ontem, o assassino foi preso quando tomava cerveja no Bar Capitão do Mar, na Litorânea.
 
Abaixo o vídeo de apresentação de Márcio Jorge em coletiva de imprensa hoje, conforme divulgado no Blog Eduardo Ericeira:
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!