Colisão entre caminhonete e moto deixa duas pessoas mortas na BR-010
22/05/2019 00:16 em NOTÍCIA

Por volta de 18h30 deste domingo (19), no KM 244 da BR-010, nas proximidades da Barreira Alpha 1, logo após o viaduto da Ferrovia Norte/Sul, ocorreu uma colisão envolvendo uma caminhonete Chevrolet S/10 e uma motocicleta Honda, modelo XR-250-Tornado, que resultou em duas mortes. 

As duas pessoas que seguiam na moto em direção à cidade de Governador Edison Lobão, onde residiam, Antonio José da Silva, 35 anos, que era professor naquela cidade, e Ediléia dos Santos Silva, de 33 anos, foram surpreendidas pela caminhonete em alta velocidade entrando na contramão. O impacto arremessou os dois para fora da pista, sendo que o corpo de Antonio José caiu no matagal, enquanto que o corpo de Ediléia, arrastada pela caminhonete, ficou mutilado às margens da rodovia. Ela conduzia a motocicleta, que ficou totalmente destruída. 
O corpo do professor Antonio José só foi encontrado por volta de 30 minutos da madrugada de ontem, por amigos dele de Governador Edison Lobão, que foram para o local. O Corpo de Bombeiros esteve à procura do corpo, mas suspendeu os trabalhos que seria reiniciado na manhã de ontem. 
O condutor da caminhonete, que saiu da pista e desceu o aterro, identificado por Roberval Cardoso Campos, empresário do ramo de farmácia, foi submetido a teste de bafômetro que acusou teor alcoólico acima do permitido. Por conta disso ele foi preso e conduzido para a Delegacia Regional de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante pela autoridade policial de plantão, Jackson de Jesus Farias, nos termos do artigo 302, § 3° do Código de Trânsito Brasileiro, se o agente conduz veículo automotor sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência. 
Além de Roberval, outras três pessoas estavam na caminhonete e saíram ilesas do acidente. 
Na manhã de ontem Roberval Cardoso Campos, depois de ser submetido a exame de corpo de delito, foi encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz-UPRI, onde se encontra até ulterior deliberação da justiça. Hoje ele deverá participar de audiência de custódia em que o juiz vai definir se ficará preso ou vai responder em liberdade, com as privações que sempre são definidas pela justiça. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!